Caixa estuda pagar Bolsa Família com app criado para depósito do auxílio de R$600

Confiança de lojistas do Estado de São Paulo aumenta 22,4% em agosto
25 de agosto de 2020
No auge da pandemia, consumo das famílias tem queda histórica de 12,5%
1 de setembro de 2020

Quarta-feira (26), a Caixa Econômica Federal informou que esta se preparando para liberar o pagamento digital do benefício do Bolsa Família. Para isso, será utilizado o aplicativo que foi criado para o pagamento do auxílio emergencial.

Caixa estuda pagar Bolsa Família usando app criado para depósito do auxílio de R$600
Caixa estuda pagar Bolsa Família usando app criado para depósito do auxílio de R$600 (Foto: Google)

O objetivo é que os beneficiários possam receber o benefício pelo aplicativo Caixa Tem, isso já acontece com os pagamentos do auxílio.

O presidente do banco, Pedro Guimarães, lembrou que a realização do pagamento do Bolsa Família ainda é realizado exclusivamente de forma presencial. 

A ideia é utilizar a experiência do auxílio emergencial permitindo que os segurados do programa possam ter acesso ao seu benefício sem ter que se deslocar até uma agência bancária. Todas as ações poderão ser realizadas por meio do aplicativo do Caixa Tem.

Apesar disso, o pagamento não será compulsório como o do auxílio emergencial, que foi o primeiro pagamento realizado apenas pelo aplicativo e só depois autorizado o saque em dinheiro.

Essa nova forma, será uma outra opção e deve ser ampliado de forma gradual, segundo presidente do banco.

“Vamos com tranquilidade, porque é um público muito mais sensível à questão da tecnologia. Então, com calma, vamos fazer a migração para essa possibilidade. O cliente pode realizar tanto na boca do caixa, no ATM, quanto, se ele quiser, pelo meio digital. Será uma possibilidade”, declarou Guimarães.

Guimarães disse que essa possibilidade é interessante por desobrigar os beneficiários de ter que ir até uma agência para receber o benefício. Logo, evita aglomerações, tempo de espera nas agências e etc. 

E ainda foi considerada a questão de que muitos brasileiros de baixa renda vivem em cidades que não têm nenhuma agência bancária, sobretudo no interior do Norte e Nordeste.

Sendo assim, precisam se deslocar para municípios vizinhos para receber os R$ 190 mensais do Bolsa Família.

A equipe do governo estuda a gestão digital e o pagamento para o novo programa o Renda Brasil, que deve substituir o Bolsa Família no próximo ano. 

A ideia do Ministério da Cidadania é criar uma única plataforma digital que reúna todos os programas sociais do governo, para que o cidadão possa ter acesso a esses programas de forma simples e rápida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *