Inflação desacelera em abril, mas bate 6,75% em um ano; meta do governo é 3,75%

Regra do Banco Central prevê limite de saque com Pix; entenda
10 de maio de 2021
Serviços despencam 4% em março e anula ganhos de 9 meses de pandemia
12 de maio de 2021

De acordo com o IBGE, IPCA de abril teve alta de 0,31%, enquanto o do março de 0,93%

A inflação é o aumento em conjunto de preços - quando o dinheiro perde valor e todos os produtos encarecem ao mesmo tempo
ReproduçãoA inflação é o aumento em conjunto de preços – quando o dinheiro perde valor e todos os produtos encarecem ao mesmo tempo

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística ( IBGE ) divulgou, nesta terça-feira (11), o balanço oficial da inflação no Brasil, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo ( IPCA ). A taxa subiu 0,31% em abril, menor que o crescimento 0,93% registrada em março.Continua após a publicidade

Apesar da baixa, o índice segue em 6,75% no acumulado do ano – quase o dobro da meta previsto pelo governo, 3,75%.

“No ano, o índice acumula alta de 2,37% e, em 12 meses, de 6,76%, acima dos 6,10% observados nos 12 meses imediatamente anteriores”, informou o IBGE.

Segundo o Instituto, a principal pressão em abril veio da alta nos preços dos produtos farmacêuticos, com alta de 2,69% e impacto de 0,09 ponto porcentual no IPCA de abril.

8 dos 9 grupos de produtos e serviços pesquisados encareceram em abril. A maior alta foi em Saúde e cuidados pessoais (1,19%). A inflação de alimentos e bebidas (0,40%) teve o segundo maior impacto no índice e acelerou em relação ao mês anterior (0,13%).

Veja a lista:

  • Alimentação e bebidas: 0,40%
  • Habitação: 0,22%
  • Artigos de residência: 0,57%
  • Vestuário: 0,47%
  • Transportes: -0,08%
  • Saúde e cuidados pessoais: 1,19%
  • Despesas pessoais: 0,01%
  • Educação: 0,04%
  • Comunicação: 0,08%

Apenas os transportes tiveram queda de preços em abril devido a deflação nos combustíveis. O gerente da pesquisa, Pedro Kislanov, lembrou que foi justamente este grupo que, nos dois meses anteriores, havia puxado a inflação no país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *