Presidente do SINCOVARP e da CDL Ribeirão Preto participa da maior feira do varejo mundial nos EUA

Confiança do comércio atinge maior nível desde fevereiro de 2019, segundo FGV
28 de janeiro de 2020
Dólar fecha em alta e vai a R$ 4,21
30 de janeiro de 2020

Paulo César Garcia Lopes fez parte da missão do Sebrae-SP à NRF: Retail’s Big Show, em Nova Iorque; evento é referência e apresenta as principais tendências do varejo

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Ribeirão Preto e Região (SINCOVARP) e da Câmara de Dirigentes Lojistas de Ribeirão Preto (CDL), Paulo César Garcia Lopes, participou, de 10 a 17 de janeiro, da missão do Sebrae-SP à NRF: Retail’s Big Show – considerada o maior feira do setor no mundo – realizada anualmente em Nova Iorque, nos Estados Unidos.

Lopes fez parte do grupo formado por 40 empresários do estado de São Paulo. Estiveram também no evento o superintendente da CDL Ribeirão Preto, André Rezende, o presidente do Sebrae-SP, Tirso Meirelles, o diretor-técnico Ivan Hussni e o gerente Alexandre Robazza, além do coordenador da Missão do Sebrae-SP à NRF, Edgard Neto. A Feira é referência mundial e apresenta as principais tendências do varejo.  Na ocasião, o grupo acompanhou as novidades e como elas podem ser aplicadas em pequenos negócios.

Além da visita à Feira, os integrantes assistiram a palestras e fizeram visitas técnicas a empresas de sucesso no varejo americano. Lojas conceito da Nike, Sansung, Starbuks, Amazon, Trader Joe’s e The Vitamin Shoppe estiveram na agenda.

Segundo Lopes, a tecnologia continua sendo o principal destaque da NRF.  “Nos últimos anos, a inovação atraiu todos os olhares dos visitantes. Desta vez não foi diferente, mas com outro foco: usar a tecnologia aliada ao grande trunfo do “atendimento antigo”, o de chamar o cliente pelo nome.  O reconhecer o consumidor é um diferencial e pode ser o grande aliado do empresário e de sua equipe com o uso de Big Data (análise de dados),  para que ele entre no estabelecimento, veja os produtos e até realize compras ”, explica.

“A questão da loja física x loja virtual também é pauta de estudos, afinal os meios digitais influenciam cada vez mais nas vendas, pois pela internet o cliente pesquisa preço e informações dos produtos. Mesmo com o crescimento do e-commerce, a loja física continua forte, pois não somente vende artigos, mas proporciona uma experiência de compra ao usuário que pode ser inesquecível e assim fortalece a marca”, aponta Lopes.

De acordo com Lopes, o varejo americano constrói novos modelos de negócios, entre eles está o pick up.  “Com a tendência, o cliente faz a compra no site e a retira na loja. A novidade proporciona ao consumidor o recebimento do produto em um período mais rápido, além de eliminar alguns custos  e, ainda, gera oportunidade de crescimento de vendas. Quando os clientes vão buscar a compra na loja, mais de 39% acabam adquirindo outro artigo”, exemplifica.

“Nos desafios para o varejo em 2020 e para os próximos anos, estão o uso intenso de dados e suas análises, a integração dos canais (loja física, on-line e ferramentas digitais), a inteligência artificial, a internet das coisas e a experiência do usuário como um todo e a tecnologia”, aponta Lopes.

Experiência transmitida aos filiados – Depois da vivência em Nova Iorque, Lopes dividirá com os filiados ao SINCOVARP e à CDL os ensinamentos e as inovações vistas durante a Feira.  “Visitamos todo o evento e as lojas conceito, além de passarmos por imersão e aprendizado com os CEOs das grandes companhias. Foi uma oportunidade de conhecermos as principais novidades para que elas sejam customizadas à nossa maneira e aplicadas nas lojas do comércio de Ribeirão Preto e região. Muitas vezes o empresário acredita que é caro o investimento em tecnologia, mas existem opções para todos os orçamentos. O importante é planejar o atendimento. Em breve, faremos encontros com os nossos associados para compartilharmos juntos tantas ideias e estudos, finaliza.

NRF: Retail’s Big Show acontece desde 1911 e reúne as mais importantes cabeças pensantes do varejo mundial. A feira de 2020 teve mais 40 mil participantes, de 99 países.  Com o tema ‘Visão 2020’, abordou o que pode ser o setor este ano e no futuro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *