Saque de R$ 15,9 bilhões de PIS/Pasep contribuirá para a recuperação econômica, aponta FecomercioSP

Atacado paulista gera empregos formais pelo quinto mês consecutivo e evidencia reação do setor, aponta FecomercioSP
24 de outubro de 2017
Dólar tem leve queda e evita maior série de altas em 14 meses
26 de outubro de 2017

Segundo a Entidade, os saques representam cerca de 1% do faturamento do varejo brasileiro, e apesar de ser uma proporção pequena, não é desprezível, uma vez que os aposentados beneficiados poderão pagar dívidas ou investir em compras

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) considera positiva a liberação para saque de R$ 15,9 bilhões provenientes do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), que beneficiará aproximadamente 7,8 milhões de pessoas. Para a Entidade, a medida não gera impacto fiscal nem desequilíbrios de qualquer natureza e, a exemplo da liberação do saque das contas inativas do FGTS, os recursos de PIS/Pasep contribuirão para a recuperação da economia.

O faturamento do comércio varejista brasileiro é de cerca de R$ 1,6 trilhão, de modo que a injeção de aproximadamente R$ 16 bilhões na economia provenientes de PIS/Pasep representam em torno de 1% do faturamento do setor e aproximadamente um terço do montante de recursos das contas inativas do FGTS. A FecomercioSP ressalta que, apesar de essa proporção ser pequena, ela não é desprezível, uma vez que uma parcela específica da população terá direito ao saque, e pode gerar impactos positivos para as empresas com foco em idosos e aposentados.

Na análise da FecomercioSP, o varejo também pode ser beneficiado diretamente, já que parte dos beneficiados direcionará esses recursos para consumo ou indiretamente para aqueles que optarão por quitar dívidas ou limpar o nome, o que aliviará o orçamento doméstico. Vale ressaltar também que a liberação desses recursos antecede datas importantes para o comércio, como a Black Friday e o Natal.

Fonte: FecomercioSP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *